quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

CONVITE PARA FORMATURA DO CURSO DE TEOLOGIA


“Alegrai-vos com os que se alegram” (Rm12.15a)

Graça e Paz Amados Irmãos e Irmãs,

É com grande satisfação que convido a todos os amados e amadas para participarem da minha formatura no curso de Teologia EAD pela Universidade Metodista de São Paulo. Que acontecerá no dia 18 de Fevereiro de 2016, as 19:30 horas, na Comunidade Novo Amanhecer, Rua José Camacho. 3085, bairro Embratel, próximo ao Supermercado Irmãos Gonçalves da Av. Jorge Teixeira, na cidade de Porto Velho/RO.
Será para mim motivo de grande honra contar com a presença dos amados irmãos em Cristo, imagino que todos gostariam de estar presente neste momento importantíssimo em nossas vidas como igreja, digo isso porque sei que a vitória não é só minha, mas de toda a igreja que me apoiou e incentivou em todos os sentidos. Entendo que os irmão terão dificuldade, devido a distância de Vilhena até Porto Velho, mas ficarei muito honrada em receber aqueles que puderem estar presente.

Em Cristo Jesus,

Maria Margarida da Silva Rover

“Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.” Oséias 6:3


domingo, 7 de fevereiro de 2016

CULTO DE LOUVOR E ADORAÇÃO A DEUS

Neste domingo, 7, após um momento de louvor e ministração da Santa Ceia, Rev. Deonisio trouxe uma meditação em Pv 19:21.

“A maior tragédia de uma vida é uma vida sem propósito” – livro: Uma vida com propósito.
Se compreendermos o que é propósito, quando você receber algo você irá usar, pois sabe qual é a função daquilo.
Qual o propósito que Deus te colocou em determinado lugar?
Entenda o propósito de Deus para sua vida. Deus tem o direito de dizer não!
Mt 6:5-13 – Vamos entender os planos de Deus:
Deus criou o homem – Crescei e multiplicai, enchei a terra e dominai sobre toda a terra. Deus nos criou para dominar e isso é feito através de oração. Lc 11:1 – Os discípulos pediram para Jesus os ensiná-los a orar pois quando Jesus orava algo extraordinário acontecia.
Normalmente oramos pouco e tentamos resolver problemas difíceis.
Como Deus fez para resolver a falta de autoridade do homem? Deus falou que nasceria Jesus.
A alma que pecar, essa morrerá.
Dt 12:23 – Sangue é vida. Se tirarmos o sangue o corpo morre.
Deus envia o Espírito Santo e gera em Maria um filho, Jesus. Jesus foi tentado desde a gestação até sua morte, mas ele não pecou.
Jesus convida seus discípulos a orar, e seus discípulos adormecem. Jesus dá sua vida para tenhamos vida. Jesus deu seu sangue para que tenhamos vida, Jesus não morreu somente para pagar nossos pecados, mas também para nos dar vida. Jesus derramou todo seu sangue. Quando você aceita Jesus como seu salvador você é perdoado de todos seus pecados.
Não seja covarde! Deus irá te usar, você nasceu para a glória de Deus.
A vida de Cristo é eterna, e somos herdeiros dessa graça.
Oração e a ministração da palavra são as armas poderosas que Jesus usou para transformar o mundo que vivia.
Precisamos tomar posse! Deus precisa do você, de sua oração.

Lucas Cachone

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

12º Dia de Campanha 12 dias para 12 meses de Vitória

               Nesta Terça, 12, último dia da campanha 12 dias para 12 meses de vitória, após um momento de Louvor dirigido pela irmã Patrícia e ministério de louvor irmã Marli trouxe a mensagem  a igreja a partir do tema: “Não desista dos seus sonhos” – Gênesis 37: 1 ao 11.
Ministério de Louvor
              O sonhos nos dão motivação para fazermos algo, o texto conta a história de um rapaz chamado José, um homem obediente e temente a Deus. Quando contamos nosso sonho a alguém muitos não conseguem entender e acreditar que vão se realizar assim como os irmãos de José. Para que nossos sonhos se realizem é preciso algumas coisas:

1. Não desistam de seu sonho, mesmo que sua família não os incentive:

Momento de Louvor
Quando José contou o sonho que teve para sua família, seu pai respondeu: “Que sonho é esse que tiveste? Acaso, viremos, eu e tua mãe e teus irmãos, a inclinar-nos perante ti em terra” Gn 37:10. A resposta de seus irmãos foi pior: e dizia um ao outro: Vem lá o tal sonhador! Vinde, pois, agora, matemo-lo e lancemo-lo numa destas cisternas; e diremos: Um animal selvagem o comeu; e vejamos em que lhe darão os sonhos. Gn 37: 19,20.
Émuito difícil manter um sonho quando nossa família deseja que ele seja esquecido. Mas quando vem de Deus, seu sonho o prepara quando você se sente incapaz de tê-lo.

2. Não desistam de seu sonho, mesmo quando sua jornada estiver cheia de surpresas.

Só porque as coisas não saem como o planejado, não há razão para desistir. José teve varias opções para desistir do que para continuar. Todo sonho contém surpresas negativas que podem desanimá-lo muito.
Irmã Marli
Como José teve força para não desistir de seu sonho? Toda vez que ele se deparava com um momento de desistir na vida, ele percebia que o Senhor era com ele. Era isso o que importava. Mesmo quando a vida não fazia sentido para José, ela fazia sentido para Deus.

3. Não desistam de seu sonho, mesmo quando é preciso muito tempo para que ele se realize.

Vinte e três anos se passaram desde o momento em que José teve o sonho até o seu cumprimento. Mas, no final, passou a comandar sua família, reconciliou-se com seus irmãos e salvou a nação de Israel. Você nunca saberá qual será o tempo de Deus. Quando estiver no meio da jornada, nunca desista de seu sonho.

Igreja ouvindo a palavra
É muito importante lembrar-se disso durante os momentos difíceis. Quando eu estava na cisterna, não deixei de ter esperança, porque sabia que Deus estava cuidando de mim. Ele impediu que meus irmãos me matassem. E quando fui tentado pela esposa de Potifar, eu também sabia que Deus estava comigo. Lembrem-se, meus amigos, de que, nas provações e tentações, Deus está com vocês, também.
Quando sofrerem uma injustiça ou passarem por momentos difíceis, reclamar não lhes fará bem algum. Quando as pessoas acabarem com vocês, o melhor a ser feito é permitir que isso faça de vocês pessoas melhores. Toda vez que me vi em apuros, tentei aprender algo novo. Vocês devem tentar fazer o mesmo.


Foto: Alex Batista
Texto: Crislaine Fischer



segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

11º Dia de Campanha de 12 dias para 12 meses de vitória


Irmã Dayane Ministrando a palavra
Nesta segunda, 11, penúltimo dia da campanha 12 dias para 12 meses de vitória, após um momento de Louvor dirigido pela irmã Crislaine e ministério de louvor irmã Dayane trouxe a mensagem  a igreja a partir do tema: “Tempo de Fartura” – Deuteronomio 33:28.
              O texto de Deuteronômio 33:28 diz: “Israel, pois, habitará seguro, a fonte de Jacó habitará a sós numa terra de cereal e de vinho; e os seus céus destilarão orvalho.”
              Moisés antes de morrer proferiu as bênçãos sobre as tribos, para o povo de Israel, (descendentes de Jacó) como fez Isaque com Jacó.  
Gn 27:28 “Deus te dê do orvalho do céu, e da exuberância da terra e fartura de trigo e de mosto.”
              Para um povo que viveu escravo e que atravessou um deserto por quarenta anos com a falta de água e sem ver fruto na terra, receber a benção do orvalho e da exuberância da terra significava:
·      Começar viver um tempo jamais vivido,
·      Um tempo de fartura,
·      Uma prosperidade que eles não conheciam.
              Os meses de inverno na Terra de Israel formam a estação chuvosa, e toda a vida do país depende da chuva, caso contrário, o país está fadado à fome e à escassez. Durante os meses de verão não há chuva; é a estação seca. Nestes meses, a terra ficaria completamente ressecada, a camada superior do solo se transformaria em pó e seria levada pelo vento.
Congregação atenta a palavra.

              A terra se tornaria um deserto estéril se não fosse pelo orvalho que cai no solo frio ensopando a terra com a umidade suave do orvalho. Assim, a chuva no inverno, e o orvalho no verão, são vitais para sustentar a vida.

Hoje essas bênçãos estão liberadas sobre a sua vida!
Bênção é uma autorização espiritual para que uma pessoa prospere em áreas específicas ou gerais.

Exemplo - A benção da soberania de Israel sobre Judá.
Receber a benção da soberania de Jesus significa:
1.               Mudança de sorte. (Muda a história)
A bênção de Israel sobre Judá mudou a sua história.  Judá não era o mais velho, mas foi o irmão que teve a coragem de salvar José da morte (Gn 37.26).  Talvez esse motivo tenha sido determinante para que o nome de Judá, que aparece em quarto lugar na ordem de Gênesis, em Apocalipse apareça em primeiro lugar, como aquele de quem o governo não se afastaria e que daria o nome a Jesus, o Leão da tribo de Judá. ( Ap 5.5;  7.4-8).
2.               Ter herança na terra (posteridade)
Tamar nora de Judá ficou viúva e havia perdido a esperança de ter herança na terra, mas sabia que a bênção da posteridade estava sobre Judá. Ela deveria ser a mãe de “multidão de povos”, pois se casara com o primogênito de Judá.  Ela tinha sido escolhida por Deus para gerar a descendência de Judá, conforme a lei. E Deus sempre foi um Deus de aliança. Ele jamais iria transgredir a lei. Tamar seria mãe da posteridade de Judá. E Deus fez cumprir sua promessa, Ela gerou gêmeos: Perez e Zerá. E seu nome foi citado como bênção para o povo de Israel.
Na história de Rute, a moabita, os anciãos de Belém disseram a Boaz:
“Seja a tua casa como a casa de Perez, que Tamar teve de Judá...” (Rt 4.12.)
Tamar entrou para a história de Israel e fez parte da genealogia de Jesus Cristo (Mt 1.3). Ela perseguiu a sua bênção!

Mas, para viver a benção da soberania de Jesus é necessário:

1.  Reconhecer os erros e mudar de atitudes - Ser obediente
2. Praticar a lei e não reter aquilo que não nos pertence   - Ser fiel
Consagre ao senhor o teu melhor e você viverá a soberania de Jesus, benção que enriquece e não acrescenta dor
3.Voltarmos para o senhor
Malaquias 3: 6- 9
Vemos que sempre que o povo se afastava de Deus buscando outros deuses, e os servindo, principalmente uma entidade chamada Baal (conhecido como deus da fertilidade) o povo era assolado pelas secas e viviam a escassez e a fome, como nos dias de Elias que não choveu e nem caiu orvalho por 3 anos e meio. 1 Rs 17:1
       4.Consagrar nossos dízimos e ofertas Mal. 3:6-12
       O Senhor pede a nós que sejamos fieis nos dízimos e ofertas. Ele promete a abrirá as janelas
       Dos céus e derramar benção sem medida sobre nós e ainda promete repreender o devorador
       Além de abençoar toda a nação.   
Gn 28:18-22 - Jacó depois de enganar e viver as consequências teve uma postura aonde se arrependeu e se voltou para o senhor e fez um voto ao senhor e como seu pai e avó deram dizimo ao Senhor ele deu o dizimo e por isso prosperou e foi abençoado na terra.
- Teu trabalho não será em vão. Dos céus virá o favor e a condição de desfrutar.
- Você terá oportunidades e sabedoria para acessar tesouros escondidos aos ímpios.
-  Haverá abundância e excelência. Você terá do melhor sem escassez.
Faça uma aliança com o Senhor, seja fiel e agradecido. Seja um dizimista e ofertante no altar do Senhor.


Crislaine Fischer



domingo, 10 de janeiro de 2016

10º Dia da Campanha 12 dias para 12 meses

Abertura do culto irmã Marli
Neste domingo, 10, décimo dia de campanha 12 dias para 12 meses de vitória, após um momento de Louvor dirigido pela irmã Patrícia e ministério de louvor e também pela irmã Maria que louvou ao Senhor com cântico “Bom Pastor”, Pastor Cidelci da cidade de Rio Branco/Acre trouxe a mensagem a igreja a partir do livro de Deuteronômio 30:19.
            A vida é feita de escolhas todos os dias nos fazemos escolhas desde de escolhas simples como levantar e ir trabalhar até as mais complexas que podem nos trazem consequências eternas, podemos estar sofrendo porque tomamos decisões e escolhas erradas, “O Poder e Liberdade das escolhas” que estão em nossas vidas.
Escolha tem haver com as minhas prioridades, com aquilo que eu escolho pensando em algo que é melhor pra mim, existem dois tipos de escolhas:
1º - Escolhas que Deus faz por nós – essas são as melhores, assim como em números Deus escolheu arão para frutificar.
2º - Escolhas que nós fazemos – essas escolhas são chamadas de oportunidades.
Quando olhamos para a palavra de Deus vimos que muitas pessoas fizeram escolhas, algumas certas e outras erradas e tiveram que arcar com as consequências das suas escolhas.
Ministério de Louvor
Em Gênesis vemos Adão que fez uma mal escolha a de desobedecer a ordem de Deus de não comer do fruto da árvore do conhecimento, por causa dessa escolha a maldição nos alcança até hoje.
Davi era Rei um homem conquistador, mais fez a escolha de se deitar com a mulher do seu amigo, e depois escolhe matar o amigo, tudo por causa de uma escolha errada, e Deus diz que a espada nunca se apartará da sua família e Davi vê a desgrassa da sua família tudo por causa de uma mal escolha.
Quando vamos fazer alguma escolha o que nos motiva a fazer essas escolhas, quais são os critérios que usamos, qual a nossa motivação, porque depois que escolhemos e percebemos que está errado nós jogamos a culpa das consequências do pecado em Deus.
O texto diz que os céus e a terra são testemunhas que ele nos deu oportunidade de escolher a Vida e a Morte, a benção e a maldição. E as escolhas que fazemos pode nos trazer uma dessas alternativas.
No livro de Juízes vemos a vida de um homem chamado Sansão um homem forte, que foi criado para livrar o povo de Israel dos filisteus, mais Sansão escolhe casar com uma filistéia e diz ao pai “Foi isso que agradou os meus olhos” ou seja estava preocupado com a sua vontade.
Igreja momento de louvor
Também vemos o exemplo de José, menino novo que foi vendido por seus irmãos e é comprado por Portifar, e josé passa a cuidar de tudo de Portifar, até que a mulher de Portifar o tenta seduzir mais josé diz: “Eu jamais pecaria contra o meu Deus e jamais desonraria o meu patrão”, e por causa dessa escolha certa, por amor a Deus ele passa a ser o homem mais importante do Egito.
Em Lucas vemos a história de Jesus no Getsemani, e ele diz ao Pai “Se for possível passa de mim esse cálice” e Deus não o respondeu, e novamente ele faz a mesma oração e da mesma maneira Deus não responde, e assim foi a terceira vez. Então jesus diz “Que não seja feita a minha vontade mais a sua”, Jesus estava diante de uma escolha, ele poderia dizer que não queria morrer pelas nossas vidas, ele olhou pra mim e pra você e fez a escolha mais importante da humanida. “Ele escolheu os Cravos, morrer por mim e por você”.
Pastor Cidelci
Ele fez a escolha olhando para o futuro e não para o presente, também escolheu a vontade do Pai e não a vontade dele, esses são critérios importantes que devemos olhar para fazer nossas escolhas. Precisamos conhecer a biblía e o Deus da biblia para que façamos as escolhas certas. Jeremias 29:11 diz:
“Eu é que sei que pensamento tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamento de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejar”.

Texto: Crislaine Fischer
Fotos: Alex Batista e Patrícia Magalhães




sábado, 9 de janeiro de 2016

9º dia da Campanha 12 dias por 2016

Momento de clamor

Neste 9º dia da campanha por 2016, após abertura e ministração do Louvor e Adoração, Pastor Edu ministrou à congregação a partir do tema CONQUISTA.
Após compartilhar o texto bíblico de Deuteronômio 31:1-8, pastor Edu questionou:
Diante das dificuldades, dos desafios, como agimos?
Pastor enfatizou a importância de vermos os desafios como oportunidades para adquirimos coisas grandes. Não podemos colocar os desafios como obstáculos, mas uma oportunidade para conquistarmos a vitória.
Então, o que precisamos para termos um ano de 2016 abençoado e vitorioso?
Moisés, mesmo relutante, aceitou o desafio que o Senhor lhe deu;
Entre os espias, enquanto a maioria focou apenas nos gigantes que habitavam a terra prometido, porém Josué e Calebe, viram o que de bom a terra poderia lhes dar, e enfatizou o lado positivo;
Josué também, precisou ser forte e corajoso para substitui Moisés;
 Para lutar e conquistar precisamos de armas, em  Efésios 6:13 a 18 nos diz:
Pastor Edu
“Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mal e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a VERDADE e vestindo-vos da couraça da JUSTIÇA. Calçai os pés com a preparação do EVANGELHO DA PAZ [Jesus como Senhor e Salvador. Embraçando sempre o escudo da FÉ, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da SALVAÇÃO e a espada do ESPÍRITO, que é a palavra de Deus, com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos". 

Deus deseja nos fazer mais que vencedor, nos transformar em conquistadores. O projeto de Deus é de vitória e conquista tanto espiritual quanto física e material. 
PATRÍCIA MAGALHÃES

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

8º Dia da Campanha por 2016


Momento de Oração
No oitavo dia da Campanha dos doze dias por 2016, após momento litúrgico e louvor e adoração, Rev. Deonisio iniciou a ministração a partir do texto bíblico I João 5 e João 1:4; e Gênesis 2:7, e fris

ou que quem tem Jesus tem a vida eterna, do contrário, lhe espera a morte. O sopro de Deus nas narina do homem trouxe a vida, mas o pecado trouxe a morte. O sangue simboliza a vida, se tirar o sangue do ser humano, ele morrerá.
Pecado é desobedecer a um princípio de Deus. Com o pecado de Adão e Eva, a morte entrou na terra.
Rev. Deonisio
Em Deuteronômio 12:23 afirma que a vida da carne está no sangue, então, para que o ser humano fosse liberto do pecado e consequentemente da morte, era preciso sangue sem pecado fosse derramado. Assim, em Maria foi gerado Jesus, um homem sem pecado que não foi gerado da carne, ou seja, de relação sexual, mas diretamente de Deus.
Jesus sofreu inúmeras investidas para que caísse em pecada, mas nunca pecou. Mas nunca pecou e fez a vontade do senhor seguindo no propósito da Cruz até o fim.
Jesus veio dar vida, e vida em abundância, por isso derramou todo o seu sangue, e assim, todo aquele que NEle, em Jesus, crer, terá vida eterna.
Todas as vezes que fazemos algo errado, a morte entra em nós, mas em Jesus, temos a vida.


PATRÍCIA MAGALHÃES

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

7º Dia Campanha 12 dias para 12 meses de vitória


Ministério de Louvor

Neste sétimo dia da campanha 12 dias para 12 meses de Vitória, após um momento de louvor e adoração Pastor Cidelci (Rio Branco – AC) trouxe a mensagem a igreja a partir do texto de Mateus 25: 14 ao 28 – “Empreendedorismo” – A pessoa empreendedora tem capacidade de inovar, tem capacidade de tornar sua empresa muito grande, mais o empreendedorismo não está só ligada a empresas, mais sim as nossas casas, ao casamento e até a igreja.
A capacidade de transforma as situações, de pegar algo que ninguém da nada e transformar em algo grande pode acontecer em qualquer área da nossa vida. Deus nos da talentos e ele tem prazer em abençoar os seus filhos, ele prefere que o dinheiro esteja na mão dos justos do que nas mãos dos ímpios, pois na mão dos justo estaram aplicados no reino de Deus e estaram abençoando pessoas.
Momento de Louvor.
Deus quer nos dar o dom de empreender em qualquer lugar, uma pessoa só é rica se ela quiser, a primeira coisa é querer, muitos acham que ser rico não é de Deus, uma grande mentira porque é sonho de Deus nos prosperar.
No texto que lemos vimos que Deus nos deu dons e talentos,  ele quer que sejamos empreendedores desses talentos, que possamos aumentar aquilo que o Senhor coloca em nossas mãos.
Mais o que devemos fazer para sermos empreendedores? Quais princípios devemos ter para sermos prósperos?
Pastor Cidelci.
1º - Capacidade -  alguma pessoas tem maior capacidade de aproveitar essas capacidades do que outras. A parabola diz que um homem aproveitou mais a oportunidade de prosperar e aumentar o seu talento porque ele tinha capacidade. Nós preisamos ter na nossa casa e em nosso trabalho a capacidade de multiplicar, de empreender.
2º - Trabalho – Deus não abençoa quem não gosta de trabalhar, ele não abençoa homens e mulheres preguiçosas.
3º - Administração – precisamos aprender a cuidar melhor o que Deus nos deu, ele não coloca dinheiro em saco furado.
4º - Fidelidade -  Precisamos ser fiéis nos dízimos e nas ofertas, esse é o único meio de sermos prosperos na presença de Deus.
Essas quatro ferramentas precisam estar presentes na vida do homem e da mulher de Deus. Que nesse ano recebamos do Senhor o dom de empreender a onde quer que estejamos, pra que a nossa presença seja indispensáveis.

Crislaine Fischer

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

6º Dia de Campanha 12 dias para 12 meses de vitória



Neste sexto dia da campanha 12 dias para 12 meses de Vitória, após um momento de louvor e adoração Irmã Selma trouxe a mensagem a igreja a partir do texto II Reis 20: 1-6 e II Cronicas 32: 24-26 – Hábitos Abençoadores. Irmã iniciou a mensagem      com algumas perguntas Você possui algum hábito? São abençoadores ou destruidores? Consegue discernir?
Todos nós possuímos vários hábitos, alguns saudáveis outros nem tanto; alguns contribuem para uma vida melhor outros tornam a vida mais difícil e sofrida. A Bíblia nos estimula a desenvolver hábitos que tornem a nossa vida melhor. Hábitos que afastem a maldição e atraiam sobre nós a bênção de Deus (I Pedro 3.8-9 nos dá algumas dicas).
 Se desejarmos ter uma vida abençoada por Deus, precisamos desenvolver esses hábitos. Os textos que lemos neste estudo nos falam de alguns desses hábitos presentes na vida do rei Ezequias. Ezequias recebeu uma notícia ruim. Várias vezes, ao longo de nossa vida, recebemos notícias ruins. A maneira como Ezequias lidou com a notícia mudou a história e trouxe a bênção de Deus sobre ele.
Se você quiser ser abençoado:
Leitura da Palavra
I – Notícias fazem parte da vida. As vezes são boas, outras nem tanto. Como recebemos essas notícias fazem toda a diferença. Ezequias recebeu uma notícias desagradável, a notícia de que iria morrer e logo que recebe a notícia vai orar, falar com Deus, ao invés de ficar reclamando da sua sorte, se contaminando e contaminando outros. Se quiser ser abençoado desenvolva o hábito de ir a Deus ao invés de reclamar.
Não é orar e reclamar, é orar e confiar. A oração que faz diferença é aquela que está firmada em Deus. Desenvolva o hábito de orar e confiar em Deus.
II – Aprenda a ir ao Senhor, a “desabafar” com Deus. – A palavra de Deus nos orienta sobre a importância de se abrir o coração com os irmãos, precisamos disso, desabafar com amigos alivia o coração, mas nem sempre soluciona o problema. Não abrir o coração, não desabafar quando ficamos aflitos e angustiados é pior ainda. Precisamos falar com os irmãos, mas precisamos acima de tudo aprender a desabafar com quem tem o poder de te ajudar.
Ministração da Palavra
Aprenda a desabafar com Deus. Muitos dizem que fazem isto, mas continuam irritados e angustiados, machucando e ferindo todo mundo que está perto, isso não é desabafar. Ezequias desabafou, chorou e deixou diante de Deus toda sua angústia e aflição e Deus rapidamente respondeu. Deus sempre responde rapidamente àquele que humilde sincera e confiantemente desabafa com Ele. Quer ter resposta? Confessar a Deus é um hábito que precisamos desenvolver, precisamos aprender.

III – Seja humilde. Aprenda a se humilhar. – A experiência de Ezequias revela um pouco do coração humano. A Bíblia diz que Deus resiste ao soberbo, mas dá graça ao humilde (Tiago 4.6).
Depois que recebeu a resposta o coração do rei Ezequias se exaltou, começou a se achar “o tal”, foi exortado, se arrependeu e se humilhou e Deus voltou a abençoá-lo (II Crônicas 32.24-26). Aprenda a se humilhar. Ser humilde é um hábito que atrai a bênção de Deus. Quando somos humildes não resistimos à direção de Deus em nossas vidas. Aprenda a ser humilde.

Você gostaria de ter uma vida abençoada e receber rapidamente as respostas de Deus? Desenvolva os hábitos de ler a Bíblia e orar sempre ao Senhor, em toda e qualquer situação, de “desabafar” com Ele e de se humilhar perante Deus. Nunca se afaste de Deus e de sua vontade. Desenvolvendo esses hábitos sempre será abençoado.


Crislaine Fischer

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

5º Dia - Campanha 12 dias para 12 meses de Vitória - Atravessando o Jordão II

Nesta terça, 5, quinto dia da campanha 12 dias para 12 meses de Vitória, após um momento de louvor e adoração Irmã Dayane deu continuidade a lição do quarto dia Atravessando o Jordão II. Irmã iniciou lendo novamento o livro de Josué no capítulo 1: 1-9 e recapitulando os pontos destacados no quarto dia.
Ministério de Louvor
I - É PRECISO TIRAR OS OLHOS DA CRISE E SABER QUE DEUS ESTÁ NO CONTROLE – V. 1-2
II. PRECISAMOS SAIR DO DESERTO E CRAVAR OS OLHOS NOS NOVOS DESAFIOS – V. 1-2
III. PRECISAMOS SABER QUE A VITÓRIA VEM DE DEUS, MAS SOMOS NÓS QUE TEMOS QUE CRUZAR O JORDÃO – V. 2
IV. PRECISAMOS DISCERNIR A VISÃO DE DEUS PARA A NOSSA VIDA – V. 2-4


1. Josué recebeu visão clara sobre o que fazer aonde ir e a quem levar – v. 2-4
O chamado de Deus para Josué foi claro. Deus não o estava chamando para outra coisa, senão para cruzar o Jordão e conduzir o povo à terra prometida. Aquela era a meta de Deus para a sua vida. Josué tinha absoluta certeza acerca daquilo que Deus queria da sua vida.
Deus mostra os limites da ação de Josué (v. 2-3): “Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu prometi a Moisés. Desde o deserto e o Líbano até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus e até ao mar Grande para o poente do sol será o vosso termo” – Josué não deveria digirir-se à Mesopotâmia, Índia, China nem para a Europa. É importante discernir onde devemos colocar o nosso pé. O mesmo Deus que disse que todo lugar que pisar a planta do vosso pé, delimita a geografia da bênção.

2. Qual é o grande propósito de Deus para a sua vida?
O que Deus chamou você para fazer? O que ele colocou em suas mãos para realizar? Quem caminha com base na visão, caminha com objetividade. Paulo disse: Uma coisa eu faço. Quem caminha com base na visão caminha com propósito.
Momento de Adoração
Deixe de reclamar. Deixe de murmurar. Há um chamado de Deus para você. Há uma obra a ser feita. Deus diz para Josué: “Não to mandei eu”? Por que estamos ainda acomodados? Por que ainda não colocamos a mão no arado? Por que ainda não cruzamos o nosso Jordão? Por que ainda não tomamos posse da Terra Prometida?

V. É PRECISO VIVER COM O PEITO ENCHARCADO DE ÂNIMO E CORAGEM – V. 6,7,9

1. Deus é contra o desânimo – v. 6,7,9
Deus falou três vezes para Josué ser forte, ter coragem e ânimo. O desânimo é contagioso. Foi por causa dele que toda uma geração de 2 milhões de pessoas morreram no deserto. Sem ânimo ninguém se levanta na crise. Sem ânimo ninguém cruza o Jordão. Sem ânimo ninguém enfrenta o inimigo. Sem ânimo ninguém toma posse da terra prometida. Sem ânimo não se restaura casamento. Sem ânimo não se evangeliza nem se experimenta o avivamento da igreja.
Sem coragem, podemos ter visão que não sairemos do lugar. Quem crê corre riscos. Quem confia sai à batalha em nome do Senhor. Quem crê no Senhor vence os Golias da vida. Josué ganhou tremendas batalhas. Ele não temeu. Ele confiou que do Senhor vem a vitória.

2. O desânimo nos impede de cruzar o nosso Jordão
a) Há pessoas que são desanimadas por uma causa física – A mulher hemorrágica estava anêmica há 12 anos. Quando Jesus a curou, disse para ela: “Tem bom ânimo”. Por quê? Porque ela já tinha cacuete de desanimada. Adquiriu o hábito de desânimo. Agora ela tinha que adotar outro estilo de vida. Tem gente que vive reclamando.
b) Há pessoas que precisam ser curadas do desânimo antes da cura física – O paralítico de Cafarnaum. Além de deficiente, era desanimado. Chegam os 4 amigos e dizem: “Olha, nós vamos te levar até Jesus.” – Ah! Eu quero ficar na cama. – “Você vai então com cama e tudo”. Chegam na casa e a multidão socada na porta e o homem diz: – Eu não falei, tem muita gente. Me leva para casa. Mas eles insistem. Abrem um buraco no telhado. Os amigos têm ânimo, mas ele está desanimado. Quando chega, Jesus antes de curá-lo, diz: “Homem tem bom ânimo”. O que adianta Jesus curar o homem se ele iria continuar desanimado? Ele nem iria fazer festa.

3. O ânimo precisa ser cultivado no coração
O texto nos mostra que o ânimo é gerado no coração de 3 formas:
a) O que produz o ânimo é a promessa de Deus – v. 6 “Sê forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que, sob juramento prometi dar a seus pais”.
b) O que gera o ânimo é agir de acordo com a vontade de Deus – v. 7 “…”. O ânimo é resultado da obediência.
c) O que mantém o ânimo é a consciência da presença de Deus – v. 9: “Porque o Senhor, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.” Deus oferece a Josué uma base histórica para a sua confiança: “Assim como fui com Moisés, assim serei contigo” (v. 5). Deus também oferece a ele sua presença contínua e manifesta: “Eu serei contigo, eu não te desampararei”.

VI. PRECISAMOS NOS CONDUZIR SEGUNDO A PALAVRA DE DEUS – V. 7-8
1. Para cruzar o Jordão não basta apenas coragem, é preciso ter também santidade.
A geração atual tem sido chamada a geração coca-cola, a geração shopping center, a geração virtual, mas também tem sido chamada a geração analfabeta da Bíblia.
Se queremos cruzar o Jordão precisamos ter uma vida conduzida pela Palavra de Deus. Josué nos dá três princípios e um resultado:
a) Meditar (v. 8) – Quando? Dia e noite.
b) Fazer (v. 7-8) – Como? Não se desviando nem para direita…
c) Falar (v. 8) – De que forma? Sem cessar.
d) Resultado (v. 8b) – Sucesso e prosperidade.

Irmã Dayane ministrando a palavra
2. Sucesso e prosperidade sem santidade não sucesso nem prosperidade segundo Deus
Deus é quem chama, desafia, dá visão, dá poder e dá vitória. Ele promete um fim glorioso, mas também estabelece os meios. Precisamos agir segundo a Palavra. Precisamos conhecer viver e proclamar a Palavra. Há poder na Palavra de Deus.
Ilustração: Na pequena cidade de Rochester, Inglaterra, o presbítero John Egglen observava da janela a nevasca. Ele precisava ir abrir a igreja porque o pastor certamente náo conseguiria chegar à igreja naquela noite. Havia poucas pessoas na igreja devido à nevasca. Ele não era pregador, mas abriu a Bíblia no profeta Isaías e pregou: “Olhai para Mim sede salvos, diz o Senhor”. Ali estava um rapaz de 13 anos e essas palavras atingiram o seu coração. O nome do adolescente era Charles Haddon Spurgeon. Quando a Palavra de Deus é anunciada, há virtude do alto!

Estamos no acender das luzes de um novo ano. Nosso peito se enche de novas esperanças. Temos novos desafios na igreja, na família, no trabalho. Precisamos atravessar o nosso Jordão. Há uma terra a ser conquista e possuída.

Ao seu redor há crise. Mas, chama você e lhe faz promessas. É tempo de se levantar e obedecer. É tempo de experimentar os milagres de Deus, pois quando agimos em nome de Deus e para glória de Deus, o Jordão se abre, os inimigos fogem e nós possuímos a terra da Promessa.

Pastor Deonísio Agnelo dos Santos
Crislaine Fischer Tomazi

Postagens populares