domingo, 13 de maio de 2012

Culto do Dia das Mães


No culto deste domingo, 13, Dia das Mães, quem trouxe a palavra foi o Reverendo Deonisio. O texto bíblico foi no Evangelho de Marcos 1: 29-34, onde foi abordado o “Relacionamento familiar”. Segue abaixo o resumo da palavra pastoral.
Apresentação das nossas irmãs em homenagem as mães
Nossa casa é aquilo que escolhemos que ela seja. O que decidimos em família deve ser cumprido. Nós somos responsáveis pelas nossas escolhas.
Como é sua casa: um jardim florido?
Uma pensão, aonde todos chegam comem e dormem apenas?
Um campo de batalha, todos brigam o tempo todo?
Um deserto?
Quando o diabo toca numa família, são desencadeados inúmeros problemas, inúmeras desgraças, um exemplo é a família de Jó. No entanto, quando Jesus toca, há cura, há milagres, há restauração.
Deus pensou na família como um jardim regado, um jardim florido!
Nossa casa deve ser um lugar de cura. Com Deus, existe cura, restauração de lares, de famílias. A história da sogra de Pedro, nos confirma, pois, quando ela estava doente, enferma, de cama, Jesus foi até a sua casa e a curou. No entanto, a sogra só foi curada, porque o genro abriu as portas para Jesus entrar.
Apresentação doBallet do Projeto Sombra e Água Fresca
É necessário que alguém abra a porta para que haja cura. Jesus nunca irá invadir uma casa, Ele precisa ser convidado. Em Sua Palavra, Ele nos afirma: “Eis que estou à porta e bato, se alguém abrir, eis que entrarei e cearei com ele”.
Depois da palavra houve apresentação em homenagem às mães. As nossas pequeninas irmãs fizeram uma belíssima apresentação, conduzidas pela nossa irmã Crislaine. As meninas do Projeto Sombra e Água Fresca também fizeram uma linda apresentação sob a coordenação de nossa irmã Marcela.

 Patrícia Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário