segunda-feira, 30 de abril de 2012

Culto de 29 de Abril


Rev. Fábio Cachone
No culto deste domingo, 29, foi apresentada a bebê recem nascida Ana Abgail, filha do casal de irmãos Solange e Florisvaldo (Val). Eles aproveitaram o momento para dar um testemunho, falaram da dificuldade que foi o parto, pois tudo estava certo para ser normal, mas no momento de Ana Abgail nascer, houve algumas complicações e teve que ser cesariana. O anestesista havia desaparecido, e o casal ficou desesperado com o medo de passar da hora do parto e prejudicar a bebê. O medo ainda aumentou devido ao fato, de Angélica, primeira filha de Solange e Val, passar da hora de nascer, faltou oxigenação no cérebro, resultando em problemas na cordenação motora. Mas nosso Deus é fiel, e tudo ocorreu debaixo da presença do Senhor, e não houve problemas maiores, logo o anestesista apareceu e Ana Abigail veio ao mundo, perfeita e saudável.
Logo após o rico momento, o Rev. Fábio Cachone, pastor de Cacoal em visita à Vilhena devido ao curso de Evangelista, trouxe a mensagem da noite. O texto bíblico foi em Mateus 7: 24-27. O pastor fez uma reflexão a respeito de como e onde estão alicerçadas nossas casas.
Casa de antigamente:  Simples. A felicidade estava nas coisas simples. Tempo para a família. Não se estudava... o importante era apenas trabalho, o discurso, na maioria das vezes era: estudar é coisa de vagabundo.
Casa atual:  Muito conforto. Quintais grandes. Muito trabalho, ambiente agradável de ficar. Queremos ser agradados todo o tempo. Nos ambientes, nos relacionamentos, na igreja... Gostamos do conforto, e acaba-se trocando os valores. O importante é o que se tem, quem pode oferecer algo. As mulheres trabalham fora. Alto custo de vida.
Ana Abgail com seus pais Solange e Florisvaldo e o Rev.  Deonisio
Casa do futuro:  Casa compacta. Não haverá mais tempo para cuidar da casa, e não haverá condições financeira para pagar alguém para isso. Casa pequena para que os moradores possam cuidar dela. Quintais pequenos ou sem quintais, devido o êxodo rural, todos moram na cidade, espaço pequeno.  Não haverá mais tempo para nada, as coisas, os objetos, serão direcionadas para contribuir com as pessoas que não tem tempo. O mais importante não será o que se tem (bens materiais), mas as questões intelectuais, as questões inteligíveis, porém se trabalhará ainda muito mais.
No entanto, para Jesus, não tem importância o estilo de vida que se vive, porém, onde sua casa está edificada. Os valores, os testemunhos, seu estilo de vida deve estar em conformidade com a palavra de Deus. A casa deve ser edificada na rocha que é JESUS. A areia é o símbolo utilizado para simbolizar as questões do mundo. É muito mais fácil ”cavar” na areia do que nas pedras. É muito mais fácil viver os valores do mundo do que os valores do Reino de Deus. Podemos demonstrar nossos valores da maneira que nos comportamos diante das dificuldade do mundo.
 Como enfrentamos os problemas da vida?
Em todos os lugares é pregado o evangelho, todos têm acesso à palavra do Senhor, no entanto, são poucos os que a coloca em prática. Se praticássemos apena 10% do que ouvimos apenas nos cultos de domingo, com certeza nossa casa não estaria da maneira que está hoje.
O Brasil hoje é um país rico, o 6º lugar do mundo, mas se formos observar a situação de vida de grande parte da população, veremos que vivem de forma miserável... Passam fome, prostituição, valores familiares distorcidos...
É necessário valorizar as coisas de Deus acima do nosso trabalho, dos nossos valores particulares, da nossa intelectualidade.
Deus nos deu tudo perfeito, e o homem tenta de todas as maneiras copiá-lo e não consegue. Precisamos valorizar as coisas de Deus. Devemos nos fundamentar em Deus.
E você irmão, onde está fundamentada sua casa?

VISITANTES
Margarida
Esteve presente neste domingo no culto de louvor e adoração a Deus, a seminarista Maria Margarida da Silva (foto). Margarida, como é conhecida pela maioria dos irmãos, é acadêmica de teologia em Porto Velho. Fruto de nossa igreja, ela será um dos nossos futuros pastores/as metodista, visto que neste ano, a igreja Metodista em Vilhena, enviou três seminaristas para a faculdade de teologia. Além da irmã Margarida, foi enviado irmão Ronaldo Queiroz para faculdade de Porto Velho, irmão Thiago Mariano para faculdade de teologia em São Paulo, além do irmão Edu Silva, que foi encaminhado para a Escola de Missoes no Rio de Janeiro.
Todos precisam de nossas orações intercessórias, não deixem de orar.


Patrícia Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário